3 causas de dor de garganta e como tratá-las

A estação em que as temperaturas caem está chegando e, com ela, alguns problemas típicos surgem. A dor de garganta, condição que pode ser causada por vírus, bactérias e até mesmo por fatores ambientais, costuma prosperar nesta época.

Pensando nisso, neste post, abordaremos as principais causas da dor de garganta, além de explicar de maneira breve o seu tratamento. Acompanhe! 

Quais os principais tipos de dor de garganta? 

A dor de garganta pode ser causada por diversas infecções e inflamações. A seguir, listamos as principais: 

1. Faringite 

A faringite é a inflamação na “parede” que se localiza no fundo da boca. Geralmente, é provocada por vírus, mas a sinusite e refluxos também podem ser fatores que causam incômodos. Entre os principais sintomas, a pessoa sente dores para engolir, falar e até bocejar. O quadro também apresenta vermelhidão no fundo da boca e de aftas. Se for causada por bactérias, há, ainda, a formação de pus. 

Para as dores mais leves, o tratamento pode ser feito por analgésicos e antitérmicos. Caso o incômodo não melhore em 24 horas após a medicação, é necessário procurar um médico com objetivo de verificar se a infecção é bacteriana para que se receite, então, os antibióticos. 

2. Amigdalite 

Na maioria das vezes, é causada por vírus. Essa é uma inflamação das amígdalas, que são os tecidos arredondados localizados nas laterais da garganta. A dor que essa inflamação causa é intensa e pode trazer, entre outros sintomas, febre, indisposição e mal-estar. 

É necessário que analise a garganta para que faça o tratamento adequado. Quando houver formação de placas de pus, é provável que tenham sido causadas por bactérias, sendo importante, assim, uma consulta com médico específico para que se receite antibióticos. 

3. Laringite

Pode ser facilmente confundida com a faringite. No entanto, essa infecção ocorre na laringe e é provocada apenas por vírus. A laringite é uma inflamação mais profunda, localizada na região do pescoço. Por essa razão, é impossível visualizá-la a olho nu. O que primeiro se manifesta é a dor na legião da laringe. Logo em seguida, a pessoa apresenta rouquidão e, por último, é acometida por uma tosse irritativa e seca. 

Para que se faça o tratamento, é necessário o uso de analgésicos. Caso a rouquidão não apresente melhoras em um período de sete dias, é fundamental a consulta de um médico. Em pessoas fumantes e que bebem muito, a laringite pode desencadear problemas mais graves: portanto, fiquem atentos! 

Como evitar que a dor de garganta evolua? 

Caso esteja infectado, a principal dica é beber bastante líquido. Isso faz com que fique hidratado, além de permitir que as membranas permaneçam úmidas e menos propícias a permitir com que a infecção se desenvolva. Mas atenção! Fique longe dos líquidos doces ou que tenham cafeína, pois podem agravar os sintomas.

Você também pode aumentar o consumo de vitamina C, que estimula o seu sistema imunológico. Certifique-se de que esteja tomando a dose diária desejada, comendo frutas e legumes que contenham essa vitamina em sua propriedade, como laranja, brócolis, limão, couve ou oxicoco. 

Como você pôde perceber, a dor de garganta pode ser causada por diversos fatores de saúde, mas é possível adotar práticas no dia a dia que reduzam seus efeitos. Assim, você evita que ela evolua para um estágio mais crítico, além de se sentir melhor em relação aos sintomas. 

Gostou do conteúdo? Curta nossa página no Facebook e acompanhe nossas novidades! 

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *