Dor no peito: o que pode ser?

A dor no peito é sempre um fator de preocupação, afinal, logo pensamos na possibilidade de problemas cardíacos. Porém, nem sempre essa pode ser a principal causa e é importante ficar atento aos sintomas e também ao histórico cardíaco do paciente.

Além dos problemas de coração, a dor no peito também pode ser sinal de problemas digestivos, pulmonares e até emocionais. De qualquer forma, ao apresentar um desconforto como esse, o recomendado é sempre buscar por auxílio médico para uma avaliação completa, analisando as características da sua dor e também o seu histórico médico. Quer saber mais sobre o assunto? Confira!

Quando a dor no peito indica um problema cardíaco?

É comum que, além da dor, o paciente apresente outros sintomas que podem indicar a presença de um problema cardíaco. Geralmente, os sintomas, nessa situação, são:

  • Sensação de aperto ou de peso no coração;
  • Dor que se espalha para outras áreas, como pescoço, nuca, costas, ombros e braços (principalmente o esquerdo);
  • Dor que surge após exercício físico ou forte estresse;
  • Desconforto que dura alguns minutos, para e retorna, variando de intensidade;
  • Dor que não cessa mesmo com o uso de analgésicos;
  • Dor acompanhada de falta de ar, tontura, náusea, sudorese e palidez;
  • Dor acompanhada de taquicardia;
  • Perda de consciência após a dor começar.

Quais as principais causas cardíacas da dor no peito?

Angina

O coração não recebe sangue ou oxigênio e a dor aparece como uma pressão forte no peito, podendo durar alguns minutos e sendo causada por estresse ou atividade física.

Infarto

Ocorre um bloqueio no sangue que deveria irrigar o coração, causando a morte de uma parte dele. Em geral, a dor vem acompanhada de palidez, falta de ar, suor intenso e tontura.

Pericardite

É uma inflamação no pericárdio, uma membrana que reveste e protege o coração. A dor costuma ser aguda e prolongada.

Dissecção aórtica

É quando ocorre um rasgo na artéria aorta. Nesse caso, a dor está presente na parte de cima das costas, pode aparecer subitamente e ser muito forte.

Quando a dor no peito não é causada por problema cardíaco?

Como dissemos, além dos problemas cardíacos, outras condições também podem causar dores nessa região. Em geral, quando o problema não é cardíaco, o paciente costuma apresentar:

  • Dor que muda de intensidade conforme se altera a posição;
  • Gosto ruim na boca;
  • Dificuldade para engolir;
  • Dor que aumenta ao tossir ou respirar;
  • Dor em pontada, que não irradia e não é acompanhada por outros sintomas;
  • Sensibilidade aumentada na região do peito.

Quais são as outras causas para dor no peito?

Problemas pulmonares:

Embolia pulmonar: ocorre quando uma das artérias do pulmão é entupida por um coágulo de sangue. A dor é forte e o paciente apresenta a frequência respiratória e cardíaca aumentadas.

Asma: doença crônica que causa a inflamação das vias aéreas. A dor no peito vem acompanhada de tosse e dificuldade de respirar.

Pleurisia: inflamação da membrana que reveste o peito e os pulmões. Geralmente, a dor fica mais forte quando a pessoa respira ou tosse e é localizada em apenas um lado.

Problemas digestivos:

Gases: é uma das causas mais comuns de dor no peito, já que eles podem expandir o estômago e provocar dores, principalmente, no lado esquerdo.

Gastrite: feridas que se localizam na parede do estômago. Além da dor, o paciente apresenta azia, náuseas e má digestão.

Azia: sensação de queimação que vai do estômago até a garganta e pode ser causada pelo refluxo do ácido gástrico.

Pancreatite: inflamação do pâncreas que causa dor intensa, além de náuseas e vômitos.

Problemas nos músculos e ossos:

Fratura na costela: dor localizada e que piora quando a região é tocada ou quando o paciente respira.

Tensão muscular: excesso de atividade ou estresse da região torácica.

Problemas emocionais:

Ansiedade: as crises causam hiperventilação e dificuldade de respirar, que causa uma dor aguda no peito e sensação de formigamento.

Ataque de pânico: medo em excesso que causa sintomas como: taquicardia, sudorese e dor no peito.

Lembrando que, qualquer que seja a sua dor no peito, é essencial buscar sempre ajuda médica. Gostou desse conteúdo? Siga as nossas redes sociais e receba sempre dicas importantes como essas.

Posted in:

2 Comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *