Dores no estômago: o que pode ser?

Dores no estômago constituem uma ocorrência comum em pessoas de todas as idades. Algumas sofrem mais constantemente do que outras. Como se costuma dizer: “se você ainda não teve, um dia terá”.

Isso é generalizado dessa forma porque as causas por trás dessas dores podem ser inúmeras. Por essa razão, é muito importante observar como essas dores aparecem, em que circunstâncias e se elas vêm acompanhadas de outros sintomas. Essas observações facilitam muito o entendimento da origem da dor.

Sendo assim, veja agora o que você precisa saber para entender melhor do que se trata quando elas surgirem:

Possíveis causas de dores no estômago

As dores no estômago podem ser oriundas de diversas causas. Veja quais são as principais:

  • Gastrite;
  • Úlcera péptica;
  • Pancreatite;
  • Colecistite;
  • Alguns medicamentos;
  • Câncer no estômago;
  • Dispepsia funcional.

O que você deve observar

Como são muitas as causas de dores no estômago, uma maneira de identificar sua origem, ou pelo menos chegar mais próximo dela, é observar os sintomas que acompanhem as dores.

Dor de estômago forte e constante

Essa dor pode estar associada a distúrbios ocorrentes em outros órgãos. Assim, uma inflamação do pâncreas (pancreatite) ou uma inflamação da vesícula biliar (colecistite) podem estar provocando a dor sentida no estômago.

Em qualquer dos casos, deve ser procurada a assistência médica, principalmente se a condição for incapacitante (impedir que a pessoa realize alguma atividade).

Dor de estômago acompanhada de vômitos

Muitas vezes, a dor seguida por vômitos pode ser uma úlcera ou uma gastrite. Mas dependendo das circunstâncias em que ocorre, pode ser uma toxinfecção alimentar.

Nesses casos, busque atendimento médico, sobretudo se o vômito for reincidente.

Dor de estômago acompanhada de diarreia

A dor de estômago acompanhada de diarreia muitas vezes é sintoma de gastroenterite (inflamação do estômago e dos intestinos).

Em situações dessa natureza, deve-se ter o cuidado de manter o corpo muito bem hidratado para evitar o risco de uma desidratação. Portanto, é necessário ingerir bastante água e soro caseiro.

Na ocorrência de outros sintomas (febre, calafrios, vômitos), também é recomendável buscar atendimento médico.

Dor de estômago acompanhada de gases

A ocorrência de gases associada à dor do estômago pouco tempo após a ingestão de alimentos pode ser resultado de uma má digestão provocada pela existência de gastrite. Também podem ocorrer desconfortos abdominais e arrotos.

É recomendável uma consulta ao médico para realizar o diagnóstico e o tratamento.

O que deve ser feito

Quando não vierem acompanhadas de sintomas como febre, vômitos, diarreia, entre outros, nas primeiras 24 horas, as dores no estômago podem não ser graves e se tratar de um simples mal-estar provocado por uma complicação digestiva.

Nesse caso, podem ser tomadas algumas medidas como:

  • Limitar as refeições aos alimentos mais leves;
  • Eliminar refrigerantes e alimentos gordurosos;
  • Usar uma bolsa de água morna no local para reduzir o desconforto;
  • Beber água fria em pequenos goles;
  • Não ingerir medicação sem orientação médica.

No entanto, se houver persistência da dor, deve ser procurada assistência médica para um diagnóstico preciso e indicação do tratamento específico.

Você acha que assim ficou mais fácil entender as dores no estômago? Ainda tem dúvidas? Deixe um comentário aqui no blog e conte para nós!

Posted in:

One Comment

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *