Entenda o que é, quais os sintomas e como tratar a candidíase

Você sabe como tratar a candidíase? Provavelmente você conheça alguém que já teve a doença, já que ela aflige muitas pessoas a cada ano e com o verão se aproximando, os casos aumentam mais, principalmente pelo aumento das temperaturas. Por isso é bom saber como se tratar corretamente.

As mulheres são as mais atingidas pela doença, apesar de acometer todas as pessoas. Pela candidíase ter um tratamento longo e sintomas desagradáveis, a prevenção é a melhor solução.

Manter-se informado é importante para se prevenir corretamente e evitar que a doença volte. Por isso, leia este post com todas as informações sobre o que é a doença e como tratá-la!

O que é candidíase?

É uma infecção por fungos da família Candida. Há mais de 20 espécies que infectam os humanos, mas a mais comum é a Candida albicans. É muito comum o fungo ser detectado em algumas partes do corpo, como na pele e no trato intestinal, mas, pode ocorrer um crescimento anormal e surgir sintomas e infecção.

A candidíase pode atingir muitas áreas do corpo, como a região genital, pele, boca e o sangue. Conforme o lugar acometido, o tratamento é diferenciado. Quando acontece nas áreas genitais das mulheres, ela é chamada de infecção vulvovaginal e é bastante comum, pois acomete cerca de 75% da população desse gênero.

Quais são os sintomas da candidíase vulvovaginal?

O sintoma mais frequente é uma coceira forte e incontrolável na área da vagina. Outros sintomas que podem aparecer são:

  • corrimento branco;
  • dor e queimação para urinar;
  • inchaço e vermelhidão na vulva e na vagina;
  • dor e ardência durante o sexo.

Seus sintomas são parecidos com algumas infecções bacterianas e ISTs (Infecções Sexualmente Transmissíveis). Por isso, visitar um médico ginecologista é importante para ter um diagnóstico correto.

Como é feita a transmissão?

O fungo já vive normalmente na região genital sem causar nenhum transtorno, mas algumas coisas podem influenciar a produção desordenada e a infecção, como:

  • uso de espermicidas;
  • uso de lubrificantes;
  • gravidez;
  • pH vaginal distante de 5;
  • baixa imunidade;
  • calor;
  • ficar com roupas molhadas por um longo tempo;
  • relações sexuais;
  • uso por muito tempo de anticoncepcionais, antibióticos e corticoides.

Como se prevenir?

Há várias formas de prevenir a candidíase e evitar o desconforto causado pela doença. Algumas delas são:

  • evitar produtos que não são neutros na região genital;
  • trocar os absorventes frequentemente;
  • não usar absorvente de proteção diária diariamente;
  • usar camisinha nas relações sexuais;
  • evitar roupas muito quentes e que não têm ventilação;
  • limpar-se direito ao usar o banheiro;
  • usar antibióticos conforme a prescrição médica;
  • ter uma vida saudável.

Como tratar a candidíase?

Existe a forma complicada e não-complicada da candidíase. Na primeira, o tratamento adequado é à base de pomadas, cremes e comprimidos orais, como os fungicidas. Já na segunda forma, os mesmos medicamentos da forma complicada são utilizados, mas também se retira qualquer coisa que faça com que a doença volte, como anticoncepcionais, por exemplo.

Agora você já sabe como tratar a candidíase e que ela é uma doença muito comum. Conhecer os seus sintomas e sua forma de transmissão evitará que outras pessoas passem por esse desconforto. Porém, ao notar qualquer sintoma, consulte o seu médico.

Mesmo que não esteja sentindo nenhum sintoma, é imprescindível fazer um check-up preventivo regularmente para saber se está tudo certo com a sua saúde!

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *