Estou com um nódulo na mama: o que deve ser feito?

Encontrar um nódulo na mama é motivo para ansiedade e preocupação em qualquer mulher. Assim que for identificado, a ajuda médica será essencial para uma análise mais aprofundada e bem informada.

Apesar disso, há chances de que seja uma alteração benigna do organismo. Os nódulos surgem com mais frequência nas mulheres com idade reprodutiva. Mas quem se encontra acima dos 40 anos de idade também deve se cuidar, pois a possibilidade de aparecimento de caroços existe.

É preciso atenção a fim de descobrir o problema, que pode sinalizar câncer de mama. Conheça agora algumas orientações básicas para proceder corretamente diante dessa situação:

Como fazer o autoexame e identificar um nódulo na mama

O autoexame dos seios deve ser realizado todo mês, assim que o período menstrual terminar. A regularidade desse procedimento pode ajudar a mulher a perceber o quanto antes qualquer diferença no local.

A área a ser examinada envolve não só os seios, mas também as axilas. O exame pode começar no banho, mas deve continuar sendo feito em frente a um espelho.

Os braços devem seguir algumas posições: para baixo, mão para cima e depois na cintura, para pressionar a musculatura do peito. O toque, por sua vez, deve ser realizado com a mão oposta, em movimentos circulares, do mamilo até as axilas.

Deitar-se e repetir aqueles movimentos também ajuda na identificação, já que a pele do tórax estará mais esticada. Por fim, é necessário apertar o mamilo a fim de verificar se existe alguma secreção.

O que é preciso procurar no autoexame?

Várias alterações podem ser percebidas durante o autoexame. As mais comuns são a diferença de espessura no tecido do seio, regiões doloridas, rachaduras e fluido no bico do peito. E o tão temido nódulo na mama.

É preciso ter pleno conhecimento sobre seu corpo e o formato dos seios, para que qualquer mudança que se manifeste seja identificada de maneira mais célere e eficiente.

Todos esses sinais necessitam de orientação médica, para que o diagnóstico se faça apurado o quanto antes. O especialista ainda realizará exames diversos, para que haja encaminhamento da paciente ao tratamento mais apropriado.

O que são nódulos benignos?

Em alguns casos, o nódulo da mama pode ser considerado benigno. Isso, é claro, só poderá ser determinado após a consulta médica.

Alguns nódulos surgem devido às alterações hormonais causadas pela menstruação ou algum tipo de tratamento com hormônios, e acabam desaparecendo em pouco tempo.

As mulheres em pré-menopausa lidam geralmente com a ocorrência de cistos simples, os quais estão sujeitos a leves mudanças de forma e dor quando há ingestão de cafeína.

O crescimento das glândulas produtoras de leite pode formar caroços de forma arredondada. Mas não causam dor, e aparecem normalmente a partir dos 20 anos de idade.

O acúmulo de tecido gorduroso, a mastite causada por gravidez e casos de diabetes são outras situações que contribuem para o surgimento de nódulos benignos. Por isso, é importante que a mulher mantenha a saúde em dia para acompanhar a eclosão de sinais.

Existe tratamento?

Quando benigno, o nódulo da mama não exige tratamento específico, já que não interfere no estado saúde da paciente e causam pouco ou nenhum incômodo.

Caso a dor se manifeste ou seu tamanho se altere, o médico pode receitar alguma medicação específica. Mas apenas para o controle e alívio dos sintomas.

Se o nódulo exibir sinais para o câncer de mama, o tratamento deverá ser prescrito de acordo com o avanço da doença, a fim de que ela seja contida o quanto antes.

É importante ressaltar a necessidade de fazer exames períodicos, de modo que os diagnósticos sejam feitos de forma precisa e célere. Você está sentindo alguma dor na mama ou identificou um nódulo nos seios? Entre em contato com a Uniclínica BH e agende uma consulta!

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *