Por que é importante visitar regularmente o cardiologista? Entenda!

O coração é um dos principais músculos de nosso corpo e seu funcionamento correto é fundamental para o bombeamento adequado de sangue e a consequente oxigenação dos tecidos do organismo. O médico responsável pelos seus cuidados é o cardiologista e consultas regulares com esse profissional são recomendadas.

Mas afinal, quais são as principais funções desse médico e por que preciso visitar o consultório de um especialista com frequência? Além disso, quais são os principais sinais de alerta para alterações cardíacas?

Quer saber a resposta para todas essas perguntas? Continue a leitura!

O que é um cardiologista e quais são as suas atribuições?

É o profissional qualificado para lidar com todas as alterações e doenças que atingem o nosso coração. Além de ser o único médico capaz de diagnosticar e tratar corretamente todos esses problemas, o cardiologista também está encarregado de preveni-los.

Por conta disso, é recomendado que todos os adultos com mais de 18 anos consultem um especialista em cardiologia ao menos uma vez ao ano, mesmo que saudáveis, para fazer um acompanhamento preventivo.

Qual a importância das consultas regulares?

A cardiologia preventiva vem crescendo nos últimos tempos e sua importância não pode ser ignorada. O coração é um dos órgãos mais importantes de todo o nosso corpo, sendo fundamental para a vida. Por isso, os cuidados com ele devem ser redobrados.

O problema é que nem sempre os problemas cardíacos dão sinais logo em seu início. Na realidade, algumas doenças desse tipo podem ser assintomáticas e permanecer silenciosas por muitos anos. Com exames regulares e um acompanhamento próximo, é possível diagnosticá-las precocemente e iniciar um tratamento o quanto antes, aumentando as chances de cura ou melhorando os prognósticos.

Quais são os fatores que indicam a necessidade de uma visita ao médico?

Além de fazer consultas regulares, alguns acontecimentos tornam essencial uma visita ao consultório do cardiologista. Confira!

Doenças preexistentes

Pessoas com doenças preexistentes, principalmente aquelas que atingem o sistema cardiovascular, estão entre as prioridades nas consultas cardiológicas. Esses pacientes devem fazer um acompanhamento bastante próximo para monitorar alterações e tratá-las o quanto antes.

Vale a pena salientar que pessoas que ainda não possuem tais doenças, mas que se encontrem em grupos de risco, também devem procurar um médico com frequência. Alguns dos principais integrantes desse grupo são:

  • pessoas com histórico familiar de doenças cardíacas;
  • fumantes;
  • indivíduos com altos níveis de colesterol;
  • diabéticos;
  • pessoas com mais de 65 anos;
  • hipertensos;
  • mulheres que utilizam anticoncepcionais orais;
  • obesos.

Dores na região torácica

Desnecessário dizer que a presença de desconfortos na região do peito é um sinal de alerta para problemas cardíacos. As dores nessa área normalmente são caracterizadas por uma sensação de aperto e podem ocorrer constantemente ou de uma hora para a outra.

No entanto, outros sintomas também devem nos deixar alertas:

  • batimentos irregulares;
  • desmaios;
  • inchaço nos membros inferiores;
  • tosses constantes sem produção de muco;
  • cansaço mesmo quando parado;
  • pele azulada.

Prática de exercícios intensos

A prática regular de exercícios que exijam muito de nosso coração é um dos fatores decisivos para a necessidade de consultas cardiológicas. Praticantes de corridas intensas e de outras atividades de alta performance precisam visitar o cardiologista semestralmente.

Além disso, é recomendado que todas as pessoas façam um check-up completo antes de iniciar qualquer atividade física, seja ela intensa ou não. É claro que a cardiologia está entre as consultadas para esse fim, sendo crucial para a liberação ou não de tais atividades.

Sedentarismo

Os sedentários — nome dado aos indivíduos que não costumam praticar exercícios físicos — também precisam de consultas regulares com um médico cardiologista. Como mencionamos no início de nossa conversa, o coração é um músculo que funciona exatamente do mesmo modo de todos outros. Ou seja, ele precisa ser exercitado para ficar forte.

A falta de atividade física costuma deixar nosso coração um tanto quanto ‘’preguiçoso’’, o que pode causar um severo enfraquecimento em suas paredes e uma consequente alteração no fluxo de bombeamento sanguíneo. Fique ligado!

Como podemos ver, o cardiologista é fundamental para mantermos nosso coração saudável. Não perca tempo e agende uma consulta com um profissional dessa área!

Ficou com alguma dúvida ou tem alguma sugestão? Entre em contato com a gente! Estamos à disposição para lhe ajudar.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *