Como cuidar da saúde sem necessitar de convênio médico?

A crise econômica que se instalou em nosso país nos últimos anos fez com que os brasileiros mudassem suas atitudes para honrar com seus compromissos. Dentre essas modificações, podemos citar o abandono dos seguros e convênios de saúde. Mas fica a pergunta: há como cuidar da saúde sem convênio?

Além de ter um valor muito alto, as operadoras de convênios não facilitam a compra do plano individual, deixando boa parte dos consumidores insatisfeitos. Além disso, há uma série de situações em que, quando necessita realizar exames específicos, o paciente descobre que o plano não tem essa cobertura.

No entanto, não é necessário ficar dependente do SUS (Sistema Único de Saúde) ou ficar doente em casa sem saber o que fazer: já existem diversas alternativas, como as clínicas com preços mais acessíveis e os cartões de desconto em consultas.

Quer entender mais sobre algumas maneiras de substituir o convênio sem perder a saúde? Então continue a leitura e perceba o que será melhor para você!

Faça uma reserva financeira para emergências

Uma alternativa ao SUS nos casos de urgência/emergência é a reserva financeira para atendimentos hospitalares. O ideal é economizar a longo prazo para que o dinheiro seja usado em um momento específico, como uma internação ou sessões de fisioterapia.

Já as consultas e exames de rotina são feitos em clínicas particulares com baixo custo. A falta do convênio não é sinônimo de adoecimento. Pelo contrário, na verdade: como o atendimento nesses locais é ágil, não há nenhuma desculpa para evitar o médico.

Agende consultas em clínicas particulares

As chamadas clínicas populares possuem boa infraestrutura e grande variedade de especialidades médicas com preço acessível. Além disso, na maioria das ocasiões, você realiza os exames solicitados pelos profissionais ali mesmo.

Antes de marcar a consulta, faça uma pesquisa sobre o estabelecimento e os profissionais que lá atendem. Verifique a reputação deles consultando o site da empresa e buscando recomendações e reclamações em outros sites e redes sociais.

Além disso, observe se você tem o perfil de saúde para se manter sem convênio, como não ter predisposição ao aparecimento de patologias que requerem tratamentos com internação ou ausência de casos graves de enfermidades genéticas e hereditárias na família.

Essas clínicas são excelentes para realizar check-ups anuais e prevenir complicações causadas por doenças crônicas. O atendimento delas é rápido, eficiente e sempre mantém a qualidade dos resultados.

Alguns locais têm tabelas de preços diferenciadas para consultas com médicos especializados, como ortopedistas, neurologistas e psiquiatras. O pagamento ainda pode ser facilitado, sendo dividido em parcelas no cartão de crédito.

Mantenha cartões de desconto ou pré-pagos

Cartões de descontos nas consultas são mais uma opção além do SUS e convênios. Algumas empresas cobram uma taxa anual para que o paciente utilize a rede credenciada de serviços recebendo abatimento de parte do valor. Porém, lembre-se de que você será atendido somente se estiver com a anuidade paga.

Devemos ter uma série de cuidados com a saúde ao longo da vida. No entanto, o valor de um convênio pode ser alto demais em certas situações e depender da saúde pública é cansativo e demorado. Assim, o jeito é buscar alternativas para se manter saudável a baixo custo.

E aí, gostou do texto? Ele ajudou você a entender que, mesmo sem convênio médico, tem como cuidar da saúde? Então assine nossa newsletter e receba mais informações sobre saúde e bem-estar em sua caixa de entrada!

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *