Ferida na vagina? Saiba mais sobre a herpes vaginal!

Problemas genitais podem acontecer com mulheres de qualquer idade. A cândida, por exemplo, costuma se manifestar quando a imunidade cai ou por conta da má alimentação. No entanto, sintomas como ferida na vagina devem ser acompanhados por um médico, porque podem indicar infecção, uma doença sexualmente transmissível (DST) e até câncer.

Entre as doenças que se manifestam com lesões na região íntima, está o herpes genital. Trata-se de uma DST causada por um vírus. O tratamento é feito com pomada e remédio específico, e usar preservativo nas relações sexuais é o método de prevenção para não contrair. Saiba mais sobre o herpes genital a seguir. 

O que é herpes genital?

Você provavelmente já ouviu falar do herpes labial, não é mesmo? Muitas pessoas têm essa doença, que causa feridas no lábio e na boca. Nas genitais, é a mesma patologia, inclusive causada pelos mesmos vírus, o HSV.

A diferença é que, nos lábios, o tipo 1 do HSV é mais comum, enquanto que nas genitais, o tipo 2 tende a causar o problema. De qualquer forma, pessoas com feridas causada pelo herpes labial não devem fazer sexo oral, pois os dois tipos podem infectar as duas regiões.

O vírus se aloja na pele e os sintomas podem aparecer apenas uma vez ao longo da vida, ou reincidir por várias vezes. A primeira aparição da doença costuma ser a mais incômoda e forte, porque o corpo ainda não criou os anticorpos para o herpes. Depois, as manifestações tendem a ser mais brandas.

Como o herpes genital se manifesta?

A manifestação se dá pelo aparecimento de feridas que, na verdade, são um agrupamento de pequenas bolhas que não devem ser estouradas ou coçadas, pois isso é capaz de piorar o quadro. O paciente sente também dor, vermelhidão, ardência e coceira. Depois do tratamento, essas bolhas secam sozinhas, as lesões cicatrizam e somem.

Como é o tratamento?

O tratamento é feito com medicamentos antivirais em comprimido e pomadas locais. Em caso de dor, o médico pode receitar anestésicos locais. Em cinco dias as feridas costumam sumir. Para diminuir o desconforto, é recomendável que as mulheres usem roupas mais largas, calcinhas de algodão e mantenham a região íntima sempre limpa.

Como é contraída e como se prevenir?

Esta é uma doença sexualmente transmissível e é mais comum contraí-la quando se entra em contato com as lesões virais de alguém, mas pode acontecer de ser transmitida mesmo sem sintoma algum.

Portanto, o preservativo durante a relação sexual é a melhor forma de se prevenir.

Herpes genital tem cura?

Não, uma vez que você contrai o vírus, é muito difícil eliminá-lo do seu corpo. No entanto, os sintomas vão e voltam, ou seja, o vírus entra em estado de latência. Quando as feridas aparecem, elas podem regredir espontaneamente, porque o próprio organismo ataca o vírus.

O que fazer em caso de ferida na vagina?

Se você está com uma lesão na vagina e acredita que possa ser herpes, procure um ginecologista imediatamente. Ele é a pessoa mais capacitada para dizer se é a manifestação do vírus ou alguma outra patologia, ou até mesmo câncer.

Doenças como sífilis, HPV, vulvovaginite, dermatite e molusco contagioso também causam lesões nas áreas íntimas, por isso é preciso da análise do médico. Não faça automedicação!

O herpes genital é uma infecção viral, sem cura, que pode se manifestar uma ou mais vezes ao longo da vida, mas facilmente prevenida com o uso de preservativo nas relações sexuais. No entanto, outras patologias também provocam feridas na vagina, e é fundamental consultar um médico para diagnóstico.

Conseguiu tirar todas as suas dúvidas sobre ferida na vagina e herpes genital? Então curta nossa página no Facebook e aprenda mais sobre saúde e como se prevenir de doenças.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *